quinta-feira, 28 de junho de 2018

Do Jeito que Elas Querem | Crítica

          Quatro amigas do ensino médio tiveram sucesso em suas carreiras e se reúnem regularmente em um clube do livro. Fazer um filme sobre isso? Então vamos colocar um clima de competitividade entre elas para gerar cenas em que uma sabota a outra, não é? Não. Nem uma invejosa que queira destruir a felicidade da mais bem sucedida? Não. Pera aí, então pelo menos vamos colocar jovens atrizes com corpos chamativos? Negativo. E é na fuga desses padrões que esse filme diverte. Mesmo a ideia de colocar o livro "50 tons de cinza" no filme não deixa o tom da obra partir para alguma solução fácil. O filme fala de amor, de sexo, de namoro, de idade, de família e, mesmo assim, não se torna tedioso, chato ou inverossímil.
          A escolha das atrizes para viver as personagens sexagenárias é muito feliz e a relação entre elas na película é convincente. Bill Holderman, o diretor e roteirista, soube colocar piadas a granel, tornando o filme uma boa comédia que busca retratar com bom humor esse novo olhar sobre a vida. Não é um filme sobre velhas, mas é um filme sobre mulheres maduras que já tiveram toda uma vida e precisam entender como continuar a buscar a felicidade nessa fase tão temida e estigmatizada como nosso final. Nisso, a trama acerta em cheio, pois coloca as protagonistas se arriscando, experimentando coisas novas e gerando consequências que as ensinam, forçando-as a evoluir e se adaptar como em qualquer outra fase da jornada. As atrizes dão um show de naturalidade, demonstrando as inseguranças e anseios femininos, bem como as dificuldades e obstáculos naturais da vida. Não são "um bando de velhas mal amadas bancando menininhas", muito pelo contrário! São mulheres lutadoras, felizes e vencedoras diante dos desafios reais da idade, da sociedade e das próprias limitações humanas.
          Vale o ingresso para quem procura uma simples comédia, mas quem for vai ver bem mais que isso. De 0 a 5, leva 3. "O próximo capítulo é sempre o melhor, junte-se ao clube"!


Nenhum comentário:

Postar um comentário